fbpx

Chega de mosquitos

Estas plantas carnívoras são boas para ter em casa

Já se cansou de espantar mosquitos com velas de citronela? Então, aposte em plantas carnívoras! Conheça 5 espécies ideais para se ter em casa e descubra mais sobre seus cuidados!

Existem muitos jeitos de se espantar mosquitos de forma natural. Velas de citronela, limão com cravo-da-índia e vinagre, por exemplo, podem ser meios eficazes contra essas criaturinhas desagradáveis. Mas você sabia que plantas carnívoras também podem ser fortes aliadas no combate a pernilongos e mosquinhas? Portanto, conheça a seguir 5 espécies para se ter em casa e descubra mais dicas sobre seus cuidados.

1. Dioneia (Dionaea muscipula)

A mais famosa entre seus pares, a Dioneia pode ser facilmente encontrada em lojas de jardinagem, além de necessitarem de baixíssima manutenção. Plantas desse tipo costumam germinar bem em locais como terrários e jardins comuns de casa e, por isso, são uma ótima aposta para combater os mosquitos. Entretanto, essas plantas carnívoras demandam uma atenção especial em relação à rega, pois tendem a preferir solos bem irrigados. Ou seja, evite plantá-las em locais secos ou com pouco acesso à água.

2. Drosera (Drosera)

Diferente do exemplar anterior, a Drosera, por sua vez, já não tem uma “boca” bem demarcada. Ela, na verdade, tem forma de tentáculo, que atrai suas presas e as prende em uma substância pegajosa. Entretanto, assim como a Dioneia, também precisa de poucos cuidados. Basta deixá-la em um local com bastante luz exposta e regá-la diariamente.

3. Sarracenia (Sarracenia purpurea)

Extremamente adaptáveis, as sarracenias sempre são ótimas apostas para enfeitar o seu jardim (além de se livrarem de visitantes indesejados). Robustas e resistentes, essas plantas carnívoras preferem climas mais úmidos, sendo capazes de tolerar quantidades moderadas de acúmulo de água. Porém, vale ressaltar que também é aconselhada a troca de substrato uma vez por ano para evitar a concentração exagerada de sais minerais no solo.

4. Nepenthes (Nepenthes)

Com uma mecânica semelhante à das trepadeiras, essa espécie já é mais robusta que as demais. Sua forma de jarra, com uma “tampinha”, forma a armadilha perfeita para mosquitos e pernilongos, que podem ser atraídos tanto por seu odor quanto por sua aparência.

Quanto a seus cuidados, as Nepenthes, assim como as outras espécies, também têm predileção por solos úmidos e bem irrigados. Por isso, é indicado regá-las todos os dias durante os períodos mais quentes do ano e apenas uma vez a cada 2 ou 3 dias no inverno.

5. Utricularia (Utricularia)

Embora confundidas comumente com flores, não deixe se enganar pelas aparências! Típicas de ambientes aquáticos, as Utricularias são, sim, consideradas plantas carnívoras! Elas também possuem uma série de mecanismos de armadilhas e costumam se alimentar habitualmente de pequenos seres vivos que vivem na água.

Por DecorStyle

%d blogueiros gostam disto: