fbpx

Promessa é dívida

Ministro da Saúde promete entregar 230 milhões de doses até 31 de julho

Em meio à escassez de vacinas contra covid-19 no Brasil, que fez com que capitais paralisassem as campanhas de vacinação, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, prometeu entregar aos estados cerca de 230 milhões de doses de imunizantes até o dia 31 de julho.

A afirmação foi feita em reunião virtual com governadores. No entanto, a promessa é vista com desconfiança pelas autoridades locais, já que não há previsão da chegada de novas doses em quantidades tão elevadas, pelo menos por enquanto.

Todos esperamos pelo cumprimento da promessa do ministro. Foto Adriano Machado – Reuters

A mais robusta até o momento é a entrega de 54 milhões de unidades da CoronaVac de forma fracionada até o fim de agosto. A previsão inicial era enviar ao Ministério da Saúde até setembro, mas a data foi antecipada ontem pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

De acordo com Pazuello, o cronograma leva em consideração a negociação das vacinas Sputnik V, da Rússia, e a indiana Covaxin. As duas ainda não foram aprovadas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Por Angela Correa – Metro

%d blogueiros gostam disto: