fbpx

Pratique mais saúde

sportive woman with bicycle resting on countryside road in sunlight
Photo by Andrea Piacquadio on Pexels.com

Os benefícios compensam os riscos de praticar uma atividade física

Tereza me ligou. O tom da sua voz indicava aflição, preocupação e medo. Peter, seu sobrinho, havia infartado no primeiro dia do ano. Após levá-lo ao cardiologista, ela queria saber se ele poderia realizar atividades físicas. Disse que, após o ocorrido, Peter havia largado o cigarro e estava disposto a fazer alguma atividade física. Tereza tinha muitas dúvidas sobre o que seu sobrinho poderia fazer. Conversamos por mais de meia hora e Tereza disse que no dia seguinte poderia me receber para iniciar o programa com o sobrinho.

Peter tem 65 anos, foi fumante por quase 50 anos, sedentário por toda a vida e sempre teve hábitos alimentares inadequados, além do alto consumo de bebidas alcóolicas por mais de quatro décadas. As enzimas de Peter estavam muito alteradas; ele era hipertenso até que chegou o dia em que o seu organismo chegou ao limite, causando o infarto.

Era o momento de deixar o passado para trás e construir um novo futuro por novas escolhas no presente. Peter e Tereza me receberam. Tomamos um suco e conversamos sobre o programa de atividade física que Peter iria iniciar.

O início da nova vida

Realizei uma avaliação em Peter para saber como o seu organismo estava, seus níveis de força e seu condicionamento. A situação era deplorável. No entanto, sempre é tempo de começar a praticar atividade física.

Peter parecia determinado a mudar e fazer escolhas mais saudáveis, porém era notório que estava com medo de fazer atividades físicas. Tinha medo de passar mal, sentir algum desconforto e, dessa vez, seu organismo não resistir.

man running on road near grass field
Correr e caminhar são atividades bastante saudáveis. Vá no seu ritmo. Foto Unsplash

A insegurança de Peter é muito comum, pois muitas pessoas com histórico de problemas cardiovasculares ficam com receio de praticar atividade física.

Como superar o medo da atividade física

O primeiro passo é a pessoa ter segurança e confiança no profissional que irá atendê-la e saber que, durante a prática de atividade física, os benefícios compensam os riscos.

Ao praticar atividade física você irá perceber muitas mudanças no organismo, tais como aumento do volume sistólico e menor resistência periférica, fazendo com que o sangue flua melhor pelo organismo e o coração faça menos esforço.

Ter hábitos alimentares saudáveis, beber bastante água e dormir bem são algumas das recomendações para melhorar a saúde.

Se hidratar bem é muito importante Foto Freepik

É importante lembrar que todo e qualquer programa de atividade física deve ser individualizado, respeitando o estado do aluno/paciente e considerando as limitações de cada um. No caso de populações especiais (gestantes, idosos, cardiopatas e crianças) é preciso seguir as recomendações científicas existentes para cada grupo.

Uma nova vida após a atividade física

low angle photography of man jumping
Foto Vlad Chețan

O programa de Peter começou com uma frequência de três dias alternados na semana, com duração de 20 minutos em cada sessão. Os exercícios tiveram como foco o ganho de força e o aumento do seu consumo de oxigênio, visando melhorar o seu condicionamento aeróbio.

Monitoramos a intensidade do treino através dos valores de sua frequência cardíaca e Peter sempre me passa sua percepção de esforço. Pretendemos, de acordo com as respostas de seu organismo, aumentar a duração gradualmente até alcançarmos 40 minutos por sessão. Peter foi orientado a ter hábitos alimentares saudáveis, beber bastante água, dormir bem, não voltar a fumar e evitar ao máximo o consumo de bebidas alcoólicas.

Tereza, após pouco mais de um mês que iniciamos o programa, me disse que Peter está melhor, sente menos cansaço e tem feito as atividades do cotidiano com mais entusiasmo, dinamismo e não relata desconforto. Em breve iremos realizar alguns testes para avaliar o progresso de Peter, todavia sua evolução é notória e certamente o seu coração está mais saudável e feliz.

Por André Messias – Revista Seleções

%d blogueiros gostam disto: