fbpx

Junho Vermelho

Programação tem enfoque na conscientização à doação de sangue

A Rede Hemosul MS iniciou no dia 1º de junho as comemorações do Junho Vermelho, mês de incentivo à doação de sangue. A campanha estimula a população para que venha realizar sua doação em um dos momentos mais críticos, com quedas significativas por conta da pandemia e também nos meses mais frios, como junho, julho e agosto. Em outro momento, fora de pandemia, esse também é um período de férias escolares, em que mais famílias viajam, o que contribui para a redução das bolsas de sangue.

“Nós iniciamos o mês com programação cheia de esperança que os doadores compareçam nessa época tão difícil de pandemia e agora intensificada com as temperaturas em queda, que sempre afastam as doações. Esperamos que as pessoas possam vir doar, aqueles que não podem doar por algum motivo, que compartilhem nas redes sociais e convidem os amigos. Vamos juntar nossas forças para fazer o Junho Vermelho de 2021 ser inesquecível” reforça a coordenadora-geral da Rede Hemosul, Marli Vavas.

A campanha Junho Vermelho é uma iniciativa do movimento Eu Dou Sangue, criado em 2011. Um dos motivos da criação desse movimento de conscientização é por conta do dia 14 desse mês, em que é comemorado o Dia Mundial do Doador de Sangue.

Todas as unidades de coleta do estado estarão abertas para receber os doadores e comemorarmos juntos este mês especial: Hemosul Coordenador, Hemosul Santa Casa, Hemosul Dourados, Hemosul Três Lagoas, Hemosul Ponta Porã, Hemosul Paranaíba e Hemosul Coxim.

14 de Junho – Dia Mundial do Doador de Sangue

Um suprimento adequado de sangue só pode ser garantido através de doações regulares e voluntárias. Por isso, a Assembleia Mundial da Saúde, em 2005, designou um dia especial para agradecer aos doadores e incentivar mais pessoas a doar sangue livremente. A data de 14 de junho foi instituída em homenagem ao nascimento de Karl Landsteiner, imunologista austríaco que descobriu o fator Rh e as várias diferenças entre os tipos sanguíneos.

O sangue é essencial para tratamentos e intervenções urgentes e pode ajudar pacientes que sofrem de condições com risco de vida, além de apoiar procedimentos médicos e cirúrgicos complexos. O sangue também é vital para o tratamento de feridos durante emergências de todos os tipos (desastres naturais, acidentes, conflitos armados etc.) e tem um papel essencial nos cuidados maternos e neonatais. Em alguns casos mais graves da Covid-19, também estão sendo feitas transfusões de sangue para recuperar os pacientes.

Além de agradecer aos doadores, é um dia de conscientizar sobre a necessidade global de sangue seguro e de como todos podem contribuir. Por meio da campanha, mais e mais pessoas em todo o mundo são convidadas a se tornarem pessoas que salvam, oferecendo-se voluntariamente para doar sangue de modo regular.

No dia 14 também acontecerá o 3º ARRAIÁ DO HEMOSUL, com decoração, guloseimas e mimos especiais para nosso doador.

Campanhas externas no interior

A programação tem início no dia 1º e 2 de junho com a campanha externa de doação de sangue e cadastros de doação de medula em Corumbá. No dia 1º o atendimento será das 7h às 11h30 e das 13h às 17h. Já no dia 2 o atendimento será somente na parte da manhã, das 7h às 12h. As doações precisam de agendamento prévio que pode ser realizado pelo telefone (67) 3232-2470.

“As campanhas externas são para conseguirmos ir até aquele doador do interior que quer fazer a doação, fazer com que a rede de amor se espalhe pelo estado e também para reforçarmos nossos estoques que ajudam a salvar vidas” explica a Gerente de Captação de Doadores do Hemosul, Cleuza Benites.

Outra campanha externa também acontecerá nos dias 15 e 16 de junho na cidade de Nova Alvorada do Sul. Nesta campanha não há necessidade de agendamento, sendo ela por demanda espontânea, só comparecer na rua Dourivaldo Monteiro Nogueira, nº 1169, centro.

Monumentos de Campo Grande

Na Capital, monumentos serão iluminados de vermelho durante o mês de junho. As cores vermelhas são referência ao sangue e alerta para conscientização da importância que tem e o quanto a doação pode salvar vidas.

O sangue é insubstituível e não é produzido artificialmente: somos a única fonte de matéria-prima para uma transfusão. A doação é o processo pelo qual um doador voluntário tem seu sangue coletado e armazenado em um banco de sangue ou hemocentro, para uso subsequente em transfusões de sangue. É um composto de células que cumprem funções como levar oxigênio a cada parte do corpo, defender o organismo contra infecções e participar na coagulação.

“A iluminação dos monumentos pela cidade é uma homenagem pelo Dia Mundial do Doador de Sangue e também um convite para a população vir até a unidade hemoterápica e realizar sua solidariedade”, comenta Marli Vavas.

A quantidade de sangue retirada não afeta a saúde do doador, pois a recuperação ocorre imediatamente após a doação. Uma pessoa adulta tem, em média, cinco litros de sangue e em uma doação são coletados no máximo 450 ml. É pouco para quem doa e muito para quem precisa.

Todo sangue doado é separado em diferentes hemocomponentes (hemácias, plaquetas, plasma) e, assim, pode beneficiar vários pacientes com apenas uma unidade coletada. Os hemocomponentes são distribuídos para os hospitais para atender aos casos de emergência e aos pacientes internados.

Desafio 800 km Sangue Bom

Entre os dias 15/06 e 28/06 acontece o Desafio Sangue Bom 800 km do Prof. Carlão, um duatlo, corrida e pedal, integrado às comemorações do Junho Vermelho, em homenagem à vida.

Saindo de Campo Grande no dia 15, a cidade onde foi criado, Carlão irá passar pela cidade onde nasceu, Presidente Prudente, e irá concluir seu desafio na cidade onde renasceu, Jaú, na qual foi realizado o seu transplante de medula óssea.

Este desafio tem como objetivo estimular pessoas a serem doadores de sangue e medula óssea. Por esse motivo, no percurso estarão ocorrendo campanhas de doação de sangue em vários municípios pelos quais o trajeto está definido.

“ Nós estamos muito felizes por este projeto de incentivo à vida e mais ainda em fazer parte desse desafio. Desejamos ao Prof. Carlão muito sucesso e que este possa estimular muita gente à solidariedade, em doar um pouco de si ao próximo”, comenta Marli Vavas.

Selo Conexão Hemosul

Em homenagem às empresas/instituições parceiras do Hemosul, será lançado neste mês de junho o Selo Conexão Hemosul – empresa amiga, com a finalidade de agradecer a essas parcerias que tanto contribuem para a manutenção dos estoques da hemorrede.

O Programa de incentivo à participação de empresas e instituições na causa do sangue e medula óssea foi elaborado com a finalidade de estreitar ainda mais as relações entre a Rede Hemosul MS e todas as empresas/instituições que têm em suas linhas de responsabilidade social alguma ação com o objetivo de estimular pessoas a aderirem a essa importante ação pela vida.

“Este Programa Selo Conexão Hemosul vem preencher uma intenção há muito idealizada e traz uma homenagem merecida a empresas e instituições, sem as quais, muitos dos projetos não seriam passíveis de serem realizados. As parcerias com a iniciativa privada dão o toque necessário para a ampliação das ações da Rede Hemosul MS e nos oportuniza alçar voos ainda mais altos em nosso relacionamento com a população do estado”, salienta Marli.

Seis anos de parceria

Em uma parceria de sucesso desde 2016, a Liga do Bem estará no Hemosul Coordenador, neste Junho Vermelho, entre os dias 7 e 12, com todo o cuidado exigido pelo período da pandemia, para doar e estimular pessoas a se tornarem doadores de sangue e medula óssea.

A Liga do Bem é uma iniciativa na qual pessoas do bem se unem, vestidos de super-heróis, para trabalhar em causas nobres em prol da vida humana.

A parceria tem tido tanto êxito que nas semanas que a Liga do Bem comparece no Hemosul as doações normalmente se superam, alcançando números maiores que o convencional para o período.

Foto Divulgação

Mayra Franceschi, Gerente de Relações Públicas do Hemosul afirma: “tê-los aqui, no Hemosul Coordenador, que realiza cerca de 50% da coleta de todo o Estado, contribui demais para o envolvimento de pessoas à nossa causa, principalmente porque eles vivem o que falam, a maior parte dos integrantes doam sangue e também trazem suas famílias, amigos e fãs para engrossarem essa fila pela vida”.

PET UFMS

A UFMS, por meio do Programa de Educação Tutorial – PET realiza uma campanha inusitada para o Junho Vermelho, em parceria com o Hemosul Coordenador.  Com o intuito de esclarecer, envolver o maior número de acadêmicos e servidores da UFMS nessa causa importante da doação de sangue e cadastramento de doadores voluntários de medula óssea, o PET UFMS criou o PET Sangue Bom, que irá atuar em duas frentes simultâneas de trabalho, palestras/lives com informações para a comunidade e doação de sangue efetiva com servidores e acadêmicos vindo até o Hemosul.

A programação das lives abertas ao público são:

– 01 de junho das 18h às 19h

Desafios do processo de doação de sangue e medula óssea na rede Hemosul MS em tempo de pandemia

Palestrante: Mayra Franceschi – Gerente de Relações Públicas Rede Hemosul MS

Link https://meet.google.com/ifh-kwwh-qsi

– 09 de junho das 18h às 19h

Doação de sangue e medula óssea

Palestrante: Mariana Spirandeli – Enfermeira do Hemosul de Três Lagoas

https://meet.google.com/qhh-zdrr-wud

– 17 de junho das 18h às 19h

Mitos e verdades na doação de sangue

Palestrantes: Marli Vavas – Farmacêutica/Bioquímica e Administradora – Coordenadora Geral da Rede Hemosul MS

Elvira Maria Guerra Shinohara – Farmacêutica-Bioquímica e Professora Visitante da Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Alimentos e Nutrição – FACFAN/UFMS

https://meet.google.com/tng-yhbc-ygg

Já a campanha de doação de sangue e medula óssea acontecerá entre os dias 21 a 30/06 e 1 e 2/07. A comunidade acadêmica e de servidores será estimulada a participar e comparecer no Hemosul Coordenador tanto para doação de sangue, como para novos cadastros de medula óssea e atualização de dados no registro.

“A proposta do PET UFMS é muito boa e traz doadores conscientes para o Hemosul, porque instrui antes da doação, o que é fundamental para um trabalho de qualidade pela doação de sangue”, comenta Marli.

Texto: Mayra Franceschi Gerência de Relações Públicas/ Comunicação Corporativa da Rede Hemosul MS

Lívia Miranda Assessoria de Comunicação do Hemosul MS

%d blogueiros gostam disto: