fbpx

Tecnologia a favor do meio ambiente

Foto Divulgação Imasul

Aplicativo agiliza trabalhos da fiscalização ambiental do Imasul

Os fiscais do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) e os policiais militares ambientais – que têm poder delegado para exercer a fiscalização ambiental – ganharam um novo e importante aliado no desempenho de suas tarefas. Um aplicativo substitui os blocos de papel, torna o trabalho mais ágil na medida em que os procedimentos são integrados ao sistema de gestão do Imasul, portanto começa a tramitar no momento em que o auto é lavrado.

O aplicativo foi lançado na manhã desta quarta-feira (2), em ato que abre o mês do Meio Ambiente em Mato Grosso do Sul e que contou com as presenças do governador Reinaldo Azambuja, do presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Corrêa, do secretário de Meio Ambiente Jaime Verruck e do diretor presidente do Imasul, André Borges.

Com um tablet, o fiscal ou policial militar ambiental poderão lavrar laudos de constatação, autos de infração, notificação e termos diversos (doação, soltura, apreensão, paralisação ou de fiel depositário) no local da ocorrência. O cidadão assina o termo com caneta touch, uma via vai imediatamente para seu e-mail e o processo já passa a tramitar no sistema do Imasul.

Até então, os termos eram preenchidos em papel para depois serem digitalizados. Caso alguma informação estivesse divergente ou ausente, prejudicava a tramitação do processo. O aplicativo busca as informações do cidadão no Siriema, o Sistema Imasul de Registros e Informações Estratégicas do Meio Ambiente, o que elimina a possibilidade de incompatibilidade de dados. Se o cidadão não for cadastrado, isso será feito no ato. “É mais uma ferramenta que coloca a gestão ambiental 100% na era digital, traduzindo-se em agilidade, precisão e economicidade para o cidadão”, resumiu o secretário Jaime Verruck.

Por João Prestes

%d blogueiros gostam disto: