fbpx

Pernas para que te quero

exercising keeps oneself healthy
Foto Andrea Piacquadio

Diminuição da atividade física durante o home office pode prejudicar saúde das pernas

“Faça tudo para fazer o sangue circular”, afirma o cirurgião vascular e endovascular Eduardo Ramacciotti. Ele fala que a saúde das pernas está relacionada, principalmente, com a prática de exercícios físicos, alongamento, manutenção do peso e alimentação saudável.

“As pessoas diminuíram a atividade física pelo fato de estarem mais paradas com o home office, estão se exercitando menos, e as academias também estão fechadas. Estão ficando mais tempo sentadas”.

Ramacciotti diz que ficar sentado por muitas horas piora a circulação das pernas, aumenta as dores na região e, para quem já sofre com o problema, cria também mais varizes. A melhor forma de prevenir envolve “se mexer” para fazer o sangue circular.

Medidas para cuidar da saúde das pernas:

photo of women stretching together
Foto Cliff Booth
  • Mínimo de 5 minutos de alongamento
  • Melhor impossível: alongamento de manhã e antes de dormir
  • Pelo menos30 minutos de atividade física por dia
  • Uso de meia compressora (é importante verificar com um médico se não há contraindicação)

Coronavírus x trombose

O médico especialista chama a atenção para as evidências já confirmadas de que o coronavírus cria uma risco maior de desenvolvimento de trombose. Na rotina do consultório, ele diz que é comum que um paciente realize uma consulta porque tem dores agudas e, no final, está com a Covid-19.

“De todos os tempos, a Covid é a doença mais trombogênica. Não foi incomum eu atender gente que vem com queixa de dor e inchaço nas pernas. E aí, a gente pede o ultrassom e confirma a trombose venosa. Quando pede o exame pra a Covid, a pessoa tem resultado positivo. Em algumas pessoas, o primeiro sintoma foi dor nas pernas”, explicou.

strong sportswoman lifting knees during workout
Foto Dinielle de Veyra

Ramacciotti diz que alguns fatores de risco para a trombose – como histórico familiar, tratamento de câncer, terapia de reposição hormonal – devem ser um incentivo ainda maior para manter o isolamento. Ele explica que, em caso de dor aguda na região, inchaço ou formigamento, o paciente vá até um pronto-socorro para ver se está com a doença.

“A melhor forma de prevenir a trombose venosa profunda é quando você estiver exposto a situações de risco e aplicar medidas: tomar os anticoagulantes, usar as meias elásticas, e os cuidados de hidratação e de movimentação precoce”.

De acordo com o cirurgião vascular e endovascular, nem toda dor nas pernas será trombose. O incômodo pode indicar muitas outras coisas: problemas de coluna, atividade física em excesso, varizes, linfoedema (acúmulo de líquido linfático na região), ruptura espontânea muscular ou anemia.

Por G1

%d blogueiros gostam disto: