fbpx

Previsão de crescimento

Veremos o aumento no investimento de novas tecnologias. Foto Getty Images

Conheça alguns setores e negócios que devem crescer em 2021

Após um ano de muitas incertezas trazidas pela pandemia de Covid-19, as perspectivas e os desafios para 2021 seguem em pauta mesmo com a eliminação, a princípio, do fator surpresa quando o assunto é a crise sanitária que ainda assola países mundo afora.

Leandro Araújo, economista especializado em finanças pela Universidade do Michigan, diretor de serviços financeiros na IB Consulting e CEO da Trust Network Corp, diz que os fatores que amenizam os obstáculos são os “dez meses de experiência em como lidar com o momento e os eventuais incentivos dos governos. A chegada da vacina, que deve acalmar os ânimos a partir do segundo semestre, e a expectativa de que os bancos centrais mantenham as taxas de juros mais baixas”. Outro fator que pode auxiliar a economia brasileira é o estímulo monetário com a injeção de dólar por parte do governo norte-americano, que consequentemente ameniza a desvalorização do real.

O ensina a distância deve ganhar um impulso ainda maior. Foto Getty Images

Nos negócios, o período inicial da pandemia apresentou necessidades urgentes que se tornaram um verdadeiro campo minado para boa parte dos empresários e empreendedores: transformação digital, adaptação a um novo sistema de trabalho, investimento em logística e relacionamento com o cliente. Muitos negócios fecharam as portas sem poder se adaptar à nova realidade e muitos outros nasceram a partir do olhar empreendedor para o novo comportamento e necessidades do consumidor. Seja qual for a resolução, o desenvolvimento e investimento em ferramentas tecnológicas agora são cruciais para qualquer operação.

Ana Fontes, CEO da Rede Mulher Empreendedora, aponta que as principais dificuldades do momento estiveram atreladas à perda do faturamento de um dia para o outro e não ter uma reserva financeira. “Além disso, há a falta de preparo de boa parte dos negócios para navegar no ambiente digital e o difícil acesso ao crédito. Todos fomos jogados neste universo e precisamos aprender para sobreviver.”

Transformação digital já é uma realidade e diversos segmentos. Foto Getty Images

A empresária também comenta que o pequeno negócio passou a entender que não vende apenas produto ou serviço e assimilou a necessidade de se adaptar à cabeça do consumidor, que adotou uma postura mais confiante e responsável de olhar para os processos, não importando o tamanho da empresa. “O empresário não pode mais atribuir o valor do negócio apenas ao produto que comercializa”, diz.

Sobre os cuidados para quem deseja se aventurar em um novo negócio no ano de 2021, Maria Fernanda Musa, diretora de aceleração da Endeavor, ressalta que é preciso estar sempre atento às novas demandas e mudanças no cenário de consumo e estudar bem o mercado. “Estamos vendo a aceleração de algumas tendências que já estavam para acontecer nos próximos cinco anos, mas que foram condensadas em um mês.” A executiva conclui: “Um momento de crise sempre gera oportunidades; quando as economias estão olhando para baixo, os empreendedores estão olhando para cima e eles serão cruciais para que possamos sair dessa mais fortes e desenvolvidos economicamente”.

Agronegócio continuará em alta. Foto Getty Images

Por Juliana Andrade – Forbes Brasil

%d blogueiros gostam disto: